Em que ano você nasceu?





Amaro Ramazzotti: uma receita secreta que conquistou o mundo

Educacional
garrafa de amaro ramazzotti com cocktail ao lado

⍟ Com mais de 200 anos de história, uma receita com dezenas de ervas, flores e frutas ficou famosa nos restaurantes de Milão e iniciou uma trajetória de sucesso na coquetelaria mundial

A história de Amaro Ramazzotti, o primeiro amaro do mundo, se confunde com o desenvolvimento e unificação da Itália e, consequentemente, da sua popularização ao redor do mundo. De uma receita criada de amaro – como são conhecidos os bitters potáveis – em 1815, na cidade de Milão, a família de rótulos de Ramazzotti se diversificou e criou raiz na coquetelaria do país.

Para entender melhor o contexto em que a bebida foi criada, é preciso conhecer o período crucial da história que o país estava vivendo. Após a passagem de Napoleão Bonaparte pelo continente e o Congresso de Viena, com a conferência de paz que se seguiu à derrota de Napoleão, toda a Península Itálica ficou dividida e subjugada a outros países em regime de absolutismo ou monarquia tradicional.

No começo do século XIX, os ânimos começaram a mudar com o aumento das ideais revolucionárias que visavam o fim do absolutismo e a unificação do país em uma forte nação independente. De 1815 à 1870 o país viveu o Risorgimento, movimento para reunificação de todos os reinos em uma só nação.

Ausano Ramazzotti
Criador da bebida: Ausano Ramazzotti

AUSANO RAMAZZOTTI: O CÉREBRO POR TRÁS DA BEBIDA

Empresário e empreendedor de Milão, Ausano queria desenvolver uma bebida amarga com sabor marcante, ideal para ser apreciada em qualquer momento do dia e que pudesse ser vendida em todo o país. Porém, os tumultos em Milão dificultavam encontrar as melhores especiarias. Conhecido por ser um verdadeiro aspirante à herbalista, Ramazzotti começou a experimentar ingredientes de todo o mundo em seu laboratório para criar uma bebida única.

Casca doce de laranjas italianas, genciana, ruibarbo, açafrão e alecrim foram alguns dos ingredientes que culminaram na receita oficial da bebida, no ano de 1815. Nascia, assim, o primeiro amaro do mundo.

A totalidade dos ingredientes, métodos de produção de Ramazzotti e outras particularidades são mantidas em segredo desde então.

MAIS DE 30 INGREDIENTES

Embora sua lista completa de ervas, especiarias, frutas e flores não seja relevada, o perfil de Amaro Ramazzotti pode ser divido em cinco matrizes de sabor: amargo, cítrico, mediterrâneo, floral e picante.

O primeiro deles fornece um amargor suave à bebida, típico dos licores de ervas. O ruibarbo combina particularmente bem com outros ingredientes para criar um equilíbrio de sabores. A característica principal do grupo de sabor cítrico é a casca de laranja destilada, que confere à bebida um aroma cítrico delicadamente fresco que encanta os sentidos com sua suculência.

Alecrim e orégano, famosos no mundo das ervas aromáticas, não aplicam caráter aromático individual à bebida, mas trazem a sensação de sabores mediterrâneos, já que liberam sabores adstringente e amargo. Os sabores florais combinam notas verdes com a amargura do óleo da planta de absinto e as delicadas notas florais das flores de hissopo. Por último, o grupo picante confere um leve sabor picante à bebida, assim como o calor que as especiarias normalmente oferecem.

PRIMEIRO BAR

bar de amaro ramazzotti
Primeiro bar oficial de Amaro Ramazzotti, em Milão

Em apenas alguns anos, a mistura de especiarias, ervas, flores e frutas conquistou o coração de Milão. As primeiras garrafas de Amaro Ramazzotti logo começaram a aparecer nas prateleiras de bares e salões em todos os lugares, o acompanhamento perfeito para a leitura do jornal número um, o Milan Gazette.

Para Ausano Ramazzotti, ainda não foi suficiente. Impulsionado pelo mesmo desejo de mudança e crescimento que dominava Milão na época, Ausano começou a explorar os lugares onde a nobreza da cidade se encontrava. Em 1848, ele encontrou o local perfeito – a poucos passos do icônico Duomo de Milão, na Via Santa Margherita – onde ele abriu um bar e começou a servir seu Amaro, o primeiro licor italiano não baseado em vinho.

Amaro Ramazzotti logo se tornou o licor amargo favorito de Milão. Com a intenção de ser bebido a qualquer hora do dia com café ou como aperitivo ou digestivo: Amaro Ramazzotti passou a representar essa época emocionante em Milão. Era um símbolo do novo modo de vida que tomava conta da Itália e, nos anos seguintes, dominaria o mundo.

garrafa de amaro ramazzottiNOTAS DE SABOR

De uso versátil, como muitos amaros, é importante conhecer as principais características de sabor, aroma e finalização para aproveitar todo o potencial de Ramazzotti em cocktails clássicos e também em criações autorais.

• Cor: âmbar com reflexos em bronze polido e vermelho.
• Aroma: frutas silvestres e frutas cítricas com alcaçuz e chocolate preto.
• Sabor: agridoce, complexo, com notas de café espresso, chocolate amargo, alcaçuz, nozes e especiarias.
• Finalização: alcaçuz prolongado, frutas silvestres, raspas cítricas e amargor herbal.

Amaro Ramazzotti é produzido somente na Itália e comercializado em garrafas de 750ml com 30% ABV.

Além do rótulo tradicional, também é possível encontrar no Brasil o Aperitivo Rosato. Saiba mais sobre ele aqui.

Amaro Ramazzotti chegou ao Brasil oficialmente no início deste ano. Saiba mais sobre o evento de lançamento da bebida em São Paulo:

Ramazzotti Amaro é lançado no Brasil com evento em São Paulo

Você vai gostar de ler!

rótulo de garrafa do chivas ultis o melhor blended malt whisky

Chivas Ultis é eleito o melhor blended malt whisky de 2021

⍟ Primeiro blend de malt whiskies criado por Chivas Regal ganhou o prêmio do World Whiskies Awards 2021, agregando prestígio ao portfólio de bebidas da ...

Como as bebidas sobreviveram à Lei Seca?

⍟ Muito se fala sobre a Lei Seca nos EUA: seu legado, as referências cinematográficas, os mafiosos famosos. Mas como, de fato, as bebidas sobreviveram a um ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante