Em que ano você nasceu?





Artigo | Amor: ingrediente fundamental para a coquetelaria

Bar Aberto
dois drinks em cima de um guardanapo

⍟ Primeiro jurado técnico da nova temporada do Bar Aberto reflete sobre a importância do amor para as experiências etílicas

Publicado em 18 de outubro de 2021, às 11h30.

Salve, leitores do Clube do Barman! Aqui quem fala é Leandro Santos, mais conhecido na internet como Mussum Alive, campeão da primeira temporada do reality show Bar Aberto!

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que é uma honra escrever para um portal tão importante quanto o Clube do Barman, que é muitas vezes o site onde busco informações e me mantenho atualizado sobre a coquetelaria. Escrever aqui é uma realização gigante para este humilde bartender amador.

Vamos ao que interessa! Hoje estou aqui para falar sobre a minha participação no primeiro episódio da segunda temporada do Bar Aberto, desta vez como jurado técnico, em que o tema foi ‘amor’. Eu sou da opinião de que é preciso que haja amor em tudo o que fazemos, seja no trabalho, nos afazeres domésticos, nos relacionamentos, e principalmente em uma competição, como é o caso do Bar Aberto.

E quando eu digo amor, não necessariamente me refiro ao amor pela profissão ou ao amor por uma pessoa específica, mas ao cuidado, à atenção e à disposição de quem ama, seja na hora de pensar nos ingredientes que melhor combinam com a sua ideia, ou ainda na hora de adicionar gentilmente a água tônica em cima do gelo para não perder a carbonatação e conseguir desfrutar do seu Gin Tônica por mais tempo.

COQUETELARIA É EXPERIÊNCIA

Durante a minha passagem pelo Bar Aberto, eu tive a oportunidade de aprender muito com o bartender Marcio Silva, e uma das coisas que mais me marcaram foi quando eu entendi que coquetelaria é muito mais do que simplesmente misturar ingredientes dentro de um copo.

Coquetelaria é oferecer uma experiência única que vai muito além do sabor do cocktail. Inclui também o preparo com as técnicas corretas, a escolha dos ingredientes e a apresentação, como aprendemos durante o reality. Escolher destilados de qualidade como Absolut, Ballantine’s, Beefeater e Chivas é fundamental para criar drinks que tragam essa experiência sensorial completa. Por isso, se eu pudesse dar uma dica para você que está começando no mundo da coquetelaria, ela seria: faça tudo com amor!

O amor no preparo de um drink é essencial para que você manuseie os utensílios com cuidado e da forma correta, para que não haja desperdício de ingredientes, e para que sejam respeitadas todas as etapas de preparo da receita. Essa dica se aplica se você é um bartender profissional ou até mesmo se você vai preparar um drink para comemorar seu aniversário em casa, ou em um churrasco com a família.

Ainda que você não tenha um dosador à disposição e decidir usar um copo com medidas ou de shot, ou se ao invés de uma coqueteleira, você só tiver acesso a dois copos, tudo que é feito com amor fica melhor!

Além do preparo, o amor pelo que você faz é de extrema importância para mostrar ao seu cliente/amigo/parente/pessoa que vai apreciar o seu drink que seu cocktail é uma experiência, e não apenas uma série de ingredientes misturados. Quer um exemplo? Existe uma grande diferença entre dizer: “vou te fazer uma Caipirinha” e “vou te fazer uma Caipirinha deliciosa, que eu aprendi com um amigo. Tenho certeza que depois dessa você não vai querer apreciar nenhuma outra!”.

A experiência começa no momento em que o cliente entra no bar, e ‘vender’ o drink da melhor forma possível também é uma forma de amor. Demonstre o amor que você tem pelo cocktail, ou melhor, demonstre o amor que você tem pela coquetelaria!

SEJA VOCÊ MESMO

E por fim, uma última dica, que eu também dei na minha participação no episódio da semana passada: seja você mesmo e seja você mesma! Leve para o seu trabalho aquilo que te faz único no mundo, aquilo que te diferencia das outras pessoas. Não existe coisa melhor no mundo do que ser reconhecido por ser você mesmo, por ser autêntico, e deixar a sua marca no mundo.

Isso também é uma forma de amar, e neste caso, significa se amar, amar a sua história e o que você viveu para chegar até onde chegou, por isso a importância dessa ligação tão estreita entre o amor e a coquetelaria!

Espero que este texto sirva de alguma forma para melhorar ainda mais os seus drinks, o seu trabalho e a sua vivência no bar.

Mais uma vez, agradeço a Pernod Ricard e toda a galera do Clube do Barman pelo convite. Contem comigo sempre e tamo junto!

leandro santos segurando drinkLeandro Santos

@mussumalive
Leandro Santos tem 38, vive na capital paulista e trabalha como produtor de conteúdo digital sobre coquetelaria. Foi o vencedor da primeira temporada do reality show Bar Aberto.

Você vai gostar de ler!

15 anos do Clube: vai passar um filme pela sua cabeça

⍟ Uma plataforma criada para bartenders, focada em aprendizado, profissionalização, troca de experiências, encontros, competições, conteúdo e ...

PUNCH com diluição

ARTIGO | A importância de uma diluição perfeita nos punches

⍟ Jurado técnico do sétimo episódio, Gustavo Rômulo avaliou a criação de punches com o tema ‘viagens’. Neste artigo, ele explica mais ...

Gustavo Rômulo: “Participantes estavam dispersos em plena semifinal”

⍟ Jurado técnico do sétimo episódio, Gustavo Rômulo voltou ao Bar Aberto para julgar a prova da semifinal sobre punches com o tema ‘viagens’. ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante