Em que ano você nasceu?






Cooperação, aprendizado e sucesso: saiba o que rolou na final global do Chivas Masters 2018

Chivas Masters Competições
chivas masters etapa global 2018

⍟ Primeira edição do campeonato a contar com participação brasileira estimulou a troca de conhecimentos sobre whisky, ingredientes regionais, experiências e provou, acima de tudo, que o trabalho em equipe é fórmula de sucesso atrás do balcão

Publicado em 04 de julho de 2018, às 11 horas.

Alex Sepulchro venceu, no último dia 11, a etapa nacional do Chivas Masters 2018. O barman do Frank Bar não imaginava que, em pouco menos de um mês, viveria uma grande experiência de coquetelaria internacional. A premiação como Chivas Masters Global pode não ter vindo desta vez, mas isso não o desanimou. O sucesso de um é o sucesso de todos e, por isso, os 21 melhores bartenders do mundo comemoraram, na última sexta-feira (29), a vitória do tailandês Arron Grendon.

strathisla distillery - marina rufino
Strathisla Distillery, a casa de Chivas Regal

A jornada rumo à capital inglesa começou dias antes, na Escócia. Lá, Sepulchro pôde ter o primeiro contato com os competidores e conhecer a destilaria de Strathisla, casa de Chivas Regal desde 1786. Uma das grandes experiências vividas no país, berço do whisky, foi poder conhecer e aprender um pouco mais sobre a bebida com o master blender da marca, Colin Scott. Além de guiar um tasting de Chivas Regal 25, ele também deu a oportunidade dos finalistas experimentarem uma dose de Chivas Extra diretamente do barril.

“Foram coisas únicas e especiais. Nós também pudemos ir à fazenda de Chivas conhecer mais sobre a matéria-prima que eles usam”, relembra. “Todos na destilaria são apaixonados pelo que fazem e ser parte disso é gratificante”, afirma o bartender brasileiro.

DESAFIOS INDIVIDUAIS E TRABALHO EM EQUIPE

Chivas Masters - Alex Sepulchro - Cocktails em equipe
Criação de cocktails com Chivas Regal em equipe

Já em Londres, teve início a maratona de testes, desafios e drinks que levaria à escolha dos três grandes finalistas do Chivas Masters 2018. Nem houve tempo para que os participantes desfizessem as malas ou descansassem antes da competição e logo foram surpreendidos pelo primeiro challenge.

Individual, a prova determinava que cada participante reproduzisse seu cocktail vencedor na etapa nacional para quatro jurados: Matt Whiley (mixologista e dono do bar Scout, em Londres), Bea Bradsell (produtora do London Cocktail Week e filha do bartender Dick Bradsell), JJ Goodman (fundador do London Cocktail Club) e Laura May Cooper (co-fundadora da agência Social Life).

Logo na sequência, em grupos de sete pessoas, os bartenders deviam criar drinks com os ingredientes propostos e postá-los em suas redes sociais. Já no último, em trios, Sepulchro, Louis Marcpherson (Austrália) e Arron Grendon (Tailândia),  precisavam criar um cocktail a partir de ingredientes sazonais de Londres. “Nós criamos a bebida e o conceito em grupo, balanceamos o drink em grupo e nos apresentamos juntos. O Chivas Masters foi criado realmente para que não fizéssemos nada sozinhos, sempre em comunidade”.

Entre os desafios, os finalistas puderam conhecer mais sobre o trabalho dos jurados e trocar experiências importantes sobre insumos, atendimento e outros aspectos da coquetelaria em oficinas. “Todos os dias foram muito intensos. Nós acordávamos às oito da manhã e ficávamos até 23 horas fazendo workshops e testando receitas”, afirma. Mas a experiência foi recompensadora. “Esse foi meu primeiro campeonato internacional, eu absorvi muita informação, muita coisa boa, valeu a pena do início ao fim!”.

BROTHERHOOD

chivas masters 2018 - finalistas
Os três finalistas: Arron Grendon (Tailândia), Louis Lebailiff (França) e Filip Jancarek (República Tcheca)

No penúltimo dia de competição, foram anunciados os três finalistas do Chivas Masters 2018: Louis Lebaillif (França), Arron Grendon (Tailândia) e Filip Jancarek (República Tcheca). Os demais finalistas foram divididos em três grupos para o final challenge. Nele, as três equipes teriam um dia todo para criar o design, o conceito, a carta de drinks e o estilo de um bar próprio. O intuito era servir 250 convidados e os jurados para o evento final.

Sepulchro integrou a equipe do #Brotherhood, liderada por Filip Jancarek. O time contava também com Valentino Longo (EUA), Alex Godfrey (Reino Unido), Bartosz Konieczny (Polônia), German Gochev (Bulgária) e Oscar Jesus Armenta Garcia (México).

“Nós fizemos um grande trabalho no Brotherhood. Ficamos muito engajados nesse último desafio não só para fazer com que o Filip Jancarek fosse campeão, mas também porque estávamos muito entrosados e engajados. Tinha muita união”, conta.

Eles foram avaliados nos seguintes requisitos: hospitalidade e espírito de comunidade; sustentabilidade e geração de lixo; clima e aparência do bar; ingredientes e carta de drinks.

brotherhood101 - chivas masters 2018
Equipe de finalistas do #Brotherhood, que contou com a participação de Alex Sepulchro

O time do finalista Louis Lebaliff, Broken Bench, contava também com o apoio de Michael Chen (China), Stefano Ruocco (Emirados Árabes), Fabián Ramos (Cuba), Julio Ruiz (República Dominicana), Houssam Bennani (Marrocos) e Chloé Merz (Suíça.)

A equipe vencedora, que ajudou a compor o design, o conceito e a carta de drinks do pop-up bar One Night In Bangkok, do vencedor Arron Grendon, foi composta pelos finalistas Angel Solorzano Chumpitaz (Peru), Martin Suaya (Argentina), Kentaro Wada (Japão), Yuta Inagaki (Hong Kong), Rick Marson (Holanda) e Louis Marcpherson (Austrália).

ROTA DE BARES LONDRINOS

Impossível estar em Londres e não sentar-se frente um dos milhares de balcões para conhecer mais sobre a tradição da cidade. Como parte do roteiro da competição, os bartenders puderam conhecer duas casas de referência. A primeira delas, o Scout, é comandada por Matt Whiley, um dos jurados do campeonato, chamou atenção pelo desperdício zero e aproveitamento integral dos insumos naturais.

Ainda em Shoreditch, os 21 barmen também puderam experimentar os drinks do speakeasy mundialmente famoso Happiness Forgets.

Mas a saída de campo não acabou por aí. Apaixonado por alguns bares da capital, Sepulchro decidiu visitar mais três estabelecimentos por conta própria: Artesian, American Bar e Gibson. Este último, chamou a atenção do bartender paulistano pelo cuidado aos detalhes e pela personalidade que lidera a equipe da casa. “O Marian Beke é uma grande referência de coquetelaria para mim. Do atendimento à apresentação dos drinks, tudo era perfeito”, relembra.

NA BAGAGEM DE VOLTA

alex sepulchro londres - instagram
“A experiência do Chivas Masters foi inesquecível”, afirmou Alex Sepulchro

E o que Sepulchro levará de volta para sua comunidade no Frank Bar? Certamente algo bem mais importante do que qualquer item material. “Principalmente o espírito do trabalho em equipe e a hospitalidade”, aponta. Na opinião dele, Londres não é a capital mundial da coquetelaria por acaso. Há muito trabalho duro por trás de cada cocktail servido.

“Todos são muito hospitaleiros, o clima é bem legal e você é sempre bem atendido. Algo que me chamou atenção foi sempre servirem um welcome punch“, relembra. “Mesmo que o bartender não consiga te dar atenção no momento em que você chega, você já pode beber alguma coisa e isso quebra o gelo. São detalhes como esse, tão diferentes para nós, brasileiros, que vou tentar passar para a equipe”.

Experiências como essas fizeram com que ele já pense no próximo campeonato. “Tudo isso me dá vontade de participar de uma próxima edição e tentar uma colocação melhor para o nosso país. Só de poder participar dessa experiência, já foi sensacional. Recebi muitas mensagens de apoio dos barmen brasileiros e isso me ajudou bastante. Foi incrível!”.

ARRON GRENDON: CHIVAS MASTERS GLOBAL 2018

arron grendon - square - chivas masters 2018
Arron Grendon, bartender da Tailândia, eleito o Chivas Master 2018

O júri da etapa global elegeu a equipe do One Night In Bangkok, e seu líder, Arron Grendon, como vencedores da competição. Como prêmio, Grendon ganhou total acesso à edição do Tales Of The Cocktail deste ano, em Nova Orleãs, além da oportunidade de viajar o mundo com a equipe de Chivas Regal para inspirar outras comunidades de bartenders  internacionais.

A receita que o levou à final mundial, ‘The Grind’, foi inspirada em sua mãe e nas histórias que ela costumava contar sobre o trabalho duro e dedicação dos fazendeiros tailandeses para produzir arroz e outros alimentos para que as pessoas pudessem comer – assim como John e James Chivas, fundadores da marca, que também eram fazendeiros.

chivas masters 2018 - one night in bangkok
Equipe de finalistas do pop-up bar One Night in Bangkok, liderada por Arron Grendon

“Eu amo a comunidade nos mercados de Bangkok que unem as pessoas ao redor do mundo através da comida e da bebida – e isso é o que eu queria recriar”, explicou Grendon. “Meu time passou cinco dias na corrida da etapa global, então eu pude saber no que cada um deles era bom e qual era a melhor maneira de trabalharmos juntos”.

“Quando você tem um bom time e uma boa conexão, você pode alcançar qualquer coisa”.

Veja a receita vencedora da etapa global do Chivas Masters 2018:

The Grind cocktail - arron grendon - chivas masters 2018 - reprodução twitter @TheCocktailLovers
(Foto: Reprodução/ The Cocktail Lovers)

The Grind

INGREDIENTES

50 ml de Chivas Extra
15 ml de Fino Sherry
30 ml de Creme de arroz e coco
5 ml de Shrub de cana de açúcar
10 ml de Xarope de banana

MODO DE PREPARO

Misture todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo e agite bebida por dez segundos. Em seguida, faça uma dupla coagem para um copo baixo personalizado e guarneça com um ramo de trigo.

Você vai gostar de ler!

Rhys Wilson: de campeão do Chivas Masters a embaixador global

⍟ Em sua recente passagem pelo Brasil, o embaixador global de Chivas Regal, Rhys Wilson, conversou com o Clube do Barman sobre sua carreira, as ...

drink Altos Homemade Margarita

Altos Homemade Margarita

INGREDIENTES 60 ml de Tequila Altos Plata 30 ml de triple séc 30 ml de suco de limão tahiti fresco MODO DE PREPARO Adicione todos os ingredientes em uma ...

drink Aguacatona

Aguacatona

INGREDIENTES 60 ml de Tequila Altos Plata 30 ml de suco de abacaxi fresco 15 ml de suco de limão siciliano 15 ml de calda de agave 1/4 de um avocado maduro ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante