Em que ano você nasceu?






Espresso Martini: o clássico contemporâneo

História
Espresso Martini drink

⍟ Ao falar de drinks clássicos, muitas vezes usamos como referência receitas do século XIX e início do XX. Uma das principais criações de Dick Bradsell, o Espresso Martini surgiu na década de 80, valorizando ainda mais o uso do café na coquetelaria. Saiba mais sobre sua história e evolução

Misturar vodka, licor de café, simple syrup e uma xícara de espresso quente em uma coqueteleira com gelo pode não parecer mais tão ousado quanto era nos anos 80. Um dos drinks mais tradicionais quando o assunto é café, o Espresso Martini foi criado em um daqueles momentos em que o cliente quer experimentar uma receita única, especial e deixa para você a tarefa de escolher os ingredientes perfeitos para surpreendê-lo.

Dick Bradsell, bartender experiente que naquela época trabalhava na Soho Brasserie, em Londres, recorreu à imaginação e aos ingredientes mais próximos para atender ao pedido de uma bela cliente, top model de sucesso internacional. Ela encostou no balcão da casa e pediu, enfática, um drink que “a acordasse e a detonasse”.

Pego de surpresa pelo pedido fora do comum, Bradsell tomou a decisão mais oportuna no momento. Como a  máquina de café da brasserie ficava bem ao lado de sua estação de trabalho, com dezenas de grãos espalhados pelo chão, optou por fazer um café espresso. Afinal, o que poderia dar mais energia do que um bom café? A bagunça provocada pelos grãos espalhados no piso da casa e o cheiro da bebida não saíam de sua cabeça.

Café espresso
Café: um dos ingredientes mais importantes do Espresso Martini tem que ser usado quente, feito na hora, para garantir a espuma densa do drink

O restante da receita, por outro lado, veio de sua experiência com os mais variados tipos de destilados atrás do balcão. Segundo ele, nos anos 80, a vodka era o spirit mais consumido nos bares londrinos e, por isso, escolheu utiliza-la como álcool base. Em uma entrevista, o bartender explicou que na hora de preparar um de seus drinks mais icônicos optou pela Wyborowa porque ela tinha um equilíbrio que ele não encontrava em outras vodkas naquela época.

“Eu peguei uma coqueteleira, coloquei gelo, alguns shots de vodka Wyborowa, licor de café, xarope de açúcar e uma xícara de espresso bem quente. Bati e coei para uma taça martini gelada”, explica. No final, ele guarneceu a bebida com três grãos de café para dar sorte. Resultado: um drink denso, com sabor equilibrado entre o doce e o amargo e a energia que a cliente havia pedido tão enfaticamente.

ESPRESSO MARTINI: ANTES E DEPOIS

Antes de ter recebido o nome que a consagrou, a receita era chamada de um forma menos requintada: Vodka Espresso. A receita era a mesma, mas a grande diferença é que, nos anos 90, havia uma febre por drinks servidos em taças martini. Os frequentadores de bares viam estilo e elegância em sua haste longilínea. Por isso, o barman decidiu servi-la em um cocktail glass e mudar o nome do cocktail.

Antes da virada do milênio, em 1998, Bradsell resolveu repaginar outra vez a receita inicial. A frente de outro balcão londrino, o do Pharmacy, a receita foi adaptada de modo que fosse servida como uma dose de remédio. Surgia o Pharmaceutical Stimulant. Desta vez a taça icônica foi trocada por um copo baixo, cuja versão temática apresentava um medidor.

ISSO NÃO É UM MARTINI!

Sim, nós sabemos. E o próprio Dick Bradsell também sabia. Via de regra, um verdadeiro martini precisa ter vermute em sua receita, em qualquer proporção. Além disso, o martini é um cocktail, em que a proporção de álcool base precisa ser superior a dos agentes modificadores. O Espresso não leva vermute e tampouco atende à proporção necessária a um martini. Imaginamos que você já saiba a resposta sobre o por quê de receber este nome. Sim, exatamente, apenas por causa do status da taça em que começou a ser servida na década de 90.

Para desfazer este equívoco e ainda assim manter o cocktail em uma taça charmosa, muitos aderiram às taças coupe ou coupette como o copo mais adequada para o drink. Isso, no entanto, não é uma lei. Portanto, fique à vontade para escolher a taça que mais agrade sua clientela.

Espresso Martini

INGREDIENTES

40 ml de Absolut Vodka/Wyborowa Vodka
20 ml de licor de café Kahlúa
20 ml de café espresso (quente e fresco)
(simple syrup à gosto)

MODO DE PREPARO

Adicione todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo, bata a mistura e faça uma coagem para um cocktail glass ou taça coupe previamente gelado.

 

 

 

 

DICK BRADSELL: O CRIADOR

Apesar de ter o Espresso Martini como um de seus cocktails mais conhecidos, a carreira de Bradsell atrás dos balcões ingleses rendeu muitas outras receitas de sucesso. The Bramble (gin, suco de limão siciliano, xarope de açúcar, crème de mûre e amoras), The Treacle (rum, xarope de açúcar, suco de maçã, bitters) e o Russian Spring Punch (vodka, licor de creme de framboesa, licor de creme de cassis, suco de limão siciliano, xarope de açúcar, champanhe e framboesas) são apenas alguns de seus drinks conhecidos ao redor do mundo.

O bartender nasceu em 1959 em Bishop’s Stortford, na Inglaterra e fez sua carreira na capital. Por lá, trabalhou em alguns bares como o In & Out, Zanzibar Club, Pink Chihuahua e outros.

Como parte de seu trabalho de barman, Bradsell treinou brigadas de grandes bares, sempre privilegiando o uso de insumos frescos, sucos naturais e exigindo capricho com o gelo servido nos drinks. Ele ficou conhecido como um dos responsáveis pelo grande revival da coquetelaria do Reino Unido.

Em 2016, o mixologista faleceu aos 56 anos, após enfrentar um câncer no cérebro.

Você vai gostar de ler!

drink rosato gin tonic

Rosato Gin & Tonic

INGREDIENTES 50 ml de Aperitivo Ramazzotti Rosato 10 ml de Beefeater London Dry Gin 90 ml de tônica Ramo de alecrim MODO DE PREPARO Adicione cinco cubos de ...

drink rosato spritz

Ramazzotti Spritz

INGREDIENTES 50 ml de Aperitivo Ramazzotti Rosato 100 ml de tônica Folhas de manjericão MODO DE PREPARO Adicione cinco cubos de gelo a uma taça de vinho, ...

drink lillet le blanc

Lillet Le Blanc

INGREDIENTES 40 ml de Lillet Blanc 20 ml de cognac 15 ml de mel 20 ml de suco de limão tahiti 40 ml de suco de laranja 1 ramo de alecrim MODO DE PREPARO ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante