Em que ano você nasceu?





Embaixadora global de Havana Club realiza masterclass sobre rum em SP

Notícias
embaixadora audrey hands na masterclass sobre rum

⍟ Em evento fechado para convidados, Audrey Hands abordou as origens do rum, suas classificações, a história de Havana Club e conduziu tastings com os três rótulos disponíveis no Brasil

Publicado em 27 de junho de 2022, às 15 horas.

Aclamado ao redor do mundo como o próximo destilado a agitar a coquetelaria internacional, o rum ainda não é tão conhecido pelo público brasileiro. Foi justamente para aproximar os bartenders dos segredos de produção e das nuances deste destilado que a embaixadora global de Havana Club, Audrey Hands, realizou, na última sexta-feira (24), uma masterclass para convidados no escritório da Pernod Ricard Brasil, em São Paulo.

Cerca de 20 profissionais de bar se juntaram aos mixologistas do Clube do Barman para a tarde de troca de conhecimentos sobre a bebida, degustação de cocktails feitos com Havana Club e um tasting guiado com os três rótulos de Havana Club à venda no Brasil – Havana Club 3 Años, Havana Club 7 Años e Havana Club Selección de Maestros.

A embaixadora, que há oito anos cumpre a missão de levar conhecimento sobre a bebida ao redor do mundo, começou a apresentação quebrando algumas ideias pré-concebidas sobre o rum: ele não é um produto D.O.C., ou seja, não tem origem controlada; e é a denominação dada aos destilados de cana de açúcar com até 95% de álcool em sua composição.

Em sua palestra, Audrey Hands explicou as três principais categorias de rum de acordo com a colonização territorial do Caribe (Inglaterra, França e Espanha), falou sobre as características do ron ligero de Cuba, os tipos de produção da bebida, o papel dos maestros de rum, e também fez uma viagem pela cultura da ilha – a qual ela faz viagens frequentes para acompanhar a produção.

Dado o embargo comercial dos Estados Unidos à Cuba, os bartenders ficaram curiosos para saber como se dava o processo de obtenção dos barris de carvalho americano utilizados no envelhecimento de Havana Club. Segundo Audrey, como Havana Club é uma joint-venture da Pernod Ricard (sendo 50% cubana e 50% francesa), os barris americanos usados são comprados pelas destilarias da empresa na Escócia e Irlanda, utilizados na produção local, e depois encaminhados à Cuba – o que confere um sabor ainda mais especial à bebida.

três garrafas de rum havana club posicionadas sobre balcão de bar
As três garrafas à venda no Brasil (esq. para direita): Havana Club 7 Años, Havana Club Selección de Maestros e Havana Club 3 Años.

TASTINGS

Ao conhecer em detalhes a produção de cada um dos rótulos de Havana Club, os convidados recebiam pequenos copos contendo doses de cada bebida. A ideia não era verter os copos de uma única vez, mas experimentá-los aos poucos, checando aromas e fazendo comparações entre eles.

O Havana Club 3 Años, por exemplo, traz uma forte presença do aroma da aguardente e da cana de açúcar, rapidamente percebidas pelo olfato. Ao mesmo tempo, tem sabores balanceados e complexos, que misturam notas mais adocicadas com outras mais apimentadas, presença de frutas frescas e notas típicas do carvalho usado no envelhecimento. Sua finalização tem sabor duradouro, com toque macio e amargo.

Por outro lado, o Havana Club 7 Años já apresenta notas de aroma intensas, carregadas de baunilha, cedro, tabaco doce e frutas tropicais. Na boca, traz sabores vibrantes de cacau, baunilha, cana de açúcar, castanhas, frutas tropicais caramelizadas, com notas suaves de carvalho. A finalização da bebida é mais intensa, com presença de cana de açúcar.

Para muitos convidados, foi a primeira oportunidade de dissecar os sabores do Selección de Maestros em um tasting. Esse rum traz ao olfato notas de noz-pecã tostadas, especiarias e sabores amadeirados. No paladar, é redondo e complexo, com sabores como cacau, café, tabaco doce e especiarias escuras. Sua finalização é agradável, com sensação defumada, especiarias e frutas.

tres bartenders segurando garrafas de rum havana club
Ao final do evento, foram servidos quatro drinks especiais feitos com o portifólio Havana Club.

HAPPY HOUR COM RUM

Logo após o término da masterclass sobre rum, os bartenders convidados puderam provar as nuances percebidas durante a degustação diretamente nos cocktails servidos no evento. O menu era composto de quatro drinks: Daiquiri, Dark ‘n Stormy, The Right Hand e Royal Mojito – este último é um twist do clássico servido na Bodeguita del Medio, e leva espumante no lugar da club soda.

Um dos assuntos abordados na masterclass sobre rum foi a influência da Lei Seca no crescimento da coquetelaria na ilha. Saiba mais sobre o assunto na matéria a seguir:

Cuba: o destino favorito dos americanos durante a Lei Seca

Você vai gostar de ler!

como utilizar chás

Como utilizar chás, infusões, blends e tisanas nos seus cocktails

⍟ Nem tudo aquilo que chamamos de chá realmente é. A cultura e tradição desta bebida é milenar e está focada em uma espécie de plantas, chamada ...

espresso martini perfeito servido em taça no fundo escuro

7 dicas para fazer o Espresso Martini perfeito

⍟ Considerado um clássico contemporâneo, o Espresso Martini deu a volta por cima e voltou a ser uma estrela nas cartas ao redor do mundo. Nesta matéria, ...

chá e bule sobre a mesa na 1ª Semana da Cultura do Chá

Híbrida, a 1ª Semana da Cultura do Chá no Brasil aborda história, mixologia e mais

⍟ Evento terá palestras, degustações, aulas, exposições e outras atividades relacionadas ao chá programadas no Instagram e também no encontro ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante