Em que ano você nasceu?





Os 50 drinks clássicos mais vendidos no mundo em 2021

Notícias
drink sobre o balcão o que esperar da coquetelaria

⍟ Divulgada pela revista Drinks International todos os anos, a lista permite identificar tendências na coquetelaria e a preferência dos consumidores ao redor do mundo. Confira abaixo o ranking completo referente ao ano passado

Considerada uma verdadeira vitrine para bartenders e profissionais da indústria de bebidas ao redor do mundo, a revista Drinks International publicou, este mês, a 12ª edição do seu Annual Brands Report, que conta com a lista dos 50 Clássicos Mais Vendidos do Mundo. Entre informações importantes para o mercado, como o levantamento das marcas de spirits mais vendidas e mais populares entre os profissionais de bar, o ranking elaborado pela revista também revela uma série de tendências de consumo na coquetelaria. Em um ano com bares fechados por boa parte dos meses, o anuário trouxe à tona as preferências do público no período de retomada.

Na edição deste ano, a revista consultou mais de cem bares entre os mais premiados do mundo para contabilizar as receitas clássicas mais pedidas nos balcões. Com esses dados, foi capaz de montar o ranking das bebidas mais populares no ano anterior – que você confere abaixo na íntegra. Além de ser bastante relevante para a alta coquetelaria internacional, a lista provoca questionamentos sobre o que é, de fato, um drink clássico. Afinal, muitos dos que encontramos no ranking surgiram nos bares há menos de 40 anos e já ganharam notoriedade global.

Como de costume, a lista da Drinks International reforça que alguns cocktails jamais perdem seu lugar no coração da clientela. Mesmo assim, o primeiro lugar diz muito sobre a preferência global. Prova disso é que o Negroni subiu ao primeiro lugar após sete anos como vice, desbancando o Old Fashioned. Na sequência, outras receitas icônicas mantém suas posições de destaque: Dry Martini, Margarita e Daiquiri.

SOBE E DESCE NO RANKING

Acompanhar as movimentações da lista ajuda a identificar mudanças na preferência do público por algumas receitas ano após ano. A principal prova disso é a ascensão de cocktails à base de tequila, mostrando um passo do público em direção ao destilado de agave desde a edição do ano passado. Margarita e Paloma, por exemplo, subiram posições na lista.

O Pisco, destilado-símbolo do Peru, também cresceu na lista deste ano. Não apenas porque o Pisco Sour, seu clássico atemporal, subiu na lista, mas também porque ganhou mais um representante: o Pisco Punch.

Este ano marca o retorno de clássicos como Blood & Sand, Old Cuban, Vesper, Ti’ Punch, Bobby Burns e Ramos Gin Fizz à lista; mas também a saída de uma série de cocktails como o Brandy Crusta, Tom Collins, White Lady, El Diablo, Bramble, Pornstar Martini, Jungle Bird e Gin Gin Mule.

Abaixo, veja a lista completa dos 50 drinks clássicos mais vendidos no mundo em 2021. Clique sobre os nomes para conferir mais detalhes:

1. Negroni

Depois de sete anos em segundo lugar, o Negroni finalmente firmou seu favoritismo entre os consumidores com sua mistura equilibrada de gin, vermouth e aperitivo italiano. Não só no exterior, mas também no Brasil, o drink tem se consagrado como uma boa pedida entre os consumidores. Confira a receita clicando aqui.

2. Old Fashioned

Após sete ano no topo da lista, o Old Fashioned desceu para o segundo lugar da lista de clássicos mais vendidos. Segundo a pesquisa, 203% dos bares afirmam que este é seu clássico mais vendido – seja ele feito com bourbon ou rye whiskey. O número é menor do que o registrado no ano anterior, mas isso não foi capaz de retirá-lo do topo do pódio. Confira a receita clicando aqui.

3. Dry Martini

O Dry Martini subiu uma posição conquistada na lista anterior. O drink favorito de Ernest Hemingway foi o clássico mais vendido em 6% dos bares. Confira a receita clicando aqui.

4. Margarita

Presente no top 3 dos drinks clássicos mais pedidos em 18% dos bares mundo afora, a Margarita é também o cocktail à base de tequila mais vendido da lista. Sua receita é simples e refrescante: tequila, triple-séc e suco de limão tahiti.

5. Daiquiri

Um em cada cinco bares pesquisados pela Drinks International, afirmam que o Daiquiri está entre seus clássicos mais pedidos. O cocktail é feito à base de rum mais popular. Nascido no balcão do El Floridita, em Havana, foi o ponto de início para diversas versões consumidas até hoje.

6. Aperol Spritz

Amargo, mas refrescante, o Aperol Spritz tem conquistado admiradores ao redor do mundo. No Brasil, não é diferente. Segundo a pesquisa feita pela Drinks International, o cocktail está em 25% da lista dos cinco clássicos mais populares nos bares em 2020. Ele ganhou três posições em relação ao ano passado.

7. Espresso Martini

O Espresso Martini se mantém como um cocktail em evidência no top dez de 40% dos bares ao redor do mundo. Este clássico contemporâneo, criado pelo bartender inglês Dick Bradsell, é feito com vodka, café espresso e Kahlúa. O Espresso Martini ideal deve ser preparado com café espresso, conforme explicamos nesta matéria especial.

8. Manhattan

Mais um clássico para o deleite dos apaixonados por bourbon. Segundo a pesquisa, o drink se mantém em oitavo lugar pelo terceiro ano consecutivo. Cada um com um twist à sua maneira, mas ainda sim, um clássico. Aprenda a receita nesta matéria.

9. Mojito

Direto de Cuba, o clássico feito com rum, água gaseificada e hortelã está consagrado entre os dez mais vendidos em 33% dos bares pesquisados. Para fazer um bom Mojito, dê preferência a spirits típicos da ilha, como o Havana Club 3 Años. Para saber como preparar o drink favorito do escritor Ernest Hemingway servido na Bodeguita Del Medio, clique aqui.

10. Whiskey Sour

Descendo três posições em relação ao ano passado, o Whiskey Sour pode não ser o favorito entre os bares pesquisados ao redor do mundo – mas com certeza tem um lugar especial no cardápio de cada um deles. Segundo a pesquisa, a mistura de bourbon, suco de limão, açúcar e clara de ovo está no top dez de 33% dos bares consultados. Saiba mais sobre a história deste drink clicando aqui.

11. Moscow Mule

A receita é simples, mas tem se mostrado cada vez mais popular ao redor do mundo. No Brasil, por exemplo, o cocktail ainda é uma forte tendência nos bares. O drink subiu duas posições em relação à lista do ano passado ano passado. Conheça a história da bebida nesta matéria.

12. Boulevardier

Para preparar o ‘primo’ do Negroni basta trocar o gin por bourbon ou rye whiskey. Ele subiu seis posições na lista em relação à lista do ano passado, mostrando que ganhou mais destaque nos cardápios ao redor do mundo.

13. Penicillin

Provando que clássico não é sinônimo de antigo, a receita criada no bar Milk & Honey, em 2005, subiu uma posição em relação ao ano passado. Blended Whisky, Islay Scotch, suco de limão siciliano, xarope de mel e gengibre compõem esse drink que tem o potencial de se tornar atemporal.

14. Paloma

A Paloma é uma prova de que a tequila está caindo cada vez mais no gosto do público: o drink subiu oito posições no ranking deste ano. De origem mexicana, ele é uma mistura de tequila, suco de grapefruit, suco de limão tahiti e refrigerante de grapefruit.

15. Bloody Mary

A mistura de vodka, suco de limão, suco de tomate, pimenta e molho inglês mantém sua evidência, mesmo descendo quatro posições em relação ao ano passado. Entre os bares pesquisados, a revista afirma que ele estava em um quarto das lista de cocktails mais populares. Confira sua receita clicando aqui.

16. Americano

Versão mais ‘leve’ do Negroni, o Americano subiu nove posições em relação ao ano passado. Para prepará-lo, basta trocar o gin por club soda.

17. French 75

Subindo alguns lugares na lista deste ano, as origens deste drink remontam ao final da Primeira Guerra Mundial, mas ganhou destaque no período da Lei Seca. Para prepará-lo, você precisará de gin, suco de limão siciliano, simple syrup e champagne.

18. Gimlet

A mistura perfeita entre gin e Rose’s Lime Juice, o Gimlet desceu seis posições no ranking em relação ao ano passado, sendo uma das dez mais vendidas em 19% dos bares. Aprenda mais sobre o drink assistindo a esta videoaula.

19. Mai Tai

Um dos drinks mais tradicionais da coquetelaria Tiki, o Mai Tai se manteve na mesma posição no ranking em relação ao ano passado. Tropical, com um toque amendoado, a receita deste cocktail adquiriu a fórmula original após pesquisas do jornalista e bartender Jeffrey Berry.

20. Pisco Sour

Criado na década de 20 por um bartender americano que trabalhava no Peru, o Pisco Sour é feito com a aguardente de uvas (Pisco), suco de limão tahiti, simple syrup, clara de ovo e bitters. O drink subiu três posições em relação ao ano passado.

21. Clover Club

O Clover Club desceu quatro lugares na lista em relação ao ano passado. Surgido no período pré-Prohibition, sua estrela ainda brilha nos cardápios mundo afora. Sua receita leva gin, suco de framboesa, vermute seco, suco de limão siciliano e clara de ovo.

22. Dark 'n' Stormy

Mais uma receita cujos créditos vão para os navegantes ingleses, o Dark ‘n’ Stormy desceu sete posições em relação ao ano passado. O drink leva rum envelhecido, ginger beer e uma fatia de limão siciliano.

23. Gin Fizz

O Gin Fizz subiu duas cinco no ranking em relação ao ano anterior. Feito com gin, suco de limão, xarope simples e soda. Acrescente ovo a este highball e obtenha uma espuma consistente.

24. Caipirinha

Este drink dispensa apresentações. O único cocktail brasileiro da lista subiu 17 posições em relação à lista do ano passado.

25. Piña Colada

Em algum lugar entre o sofisticado e o banal vive a Piña Colada. A combinação entre rum, abacaxi e leite de coco é tropical e continua sendo um sucesso de vendas e ganhou sete posições na lista.

26. Amaretto Sour

O Amaretto Sour ainda tem cadeira cativa no paladar do público e na posição número 26 – a mesma do ano passado. Neleo sabor adocicado do licor de amêndoas entra em contraste com o suco de limão siciliano. O toque especial é garantido pelo dash de bitters. A adição da clara de ovo à receita garante uma espuma consistente, assim como no Whiskey Sour. Saiba como substituir a clara de ovo de suas receitas clicando aqui.

27. Vieux Carré

Criado pelo bartender Walter Bergeron, atual chef de bar do Monteleone Hotel em Nova Orleãs, o Vieux Carré desceu três posições este ano. O drink foi nomeado em homenagem ao French Quarter da cidade americana. Sua receita é feita com bourbon, vermouth doce, licor de ervas, brandy e bitters.

28. Zombie

O Zombie ganhou 16 posições no ranking da Drinks International. Um dos cocktails Tiki mais apreciados ao redor do mundo é feito com rum, suco de limão, abacaxi, licor de damasco e muito gelo.

29. Sazerac

Com cognac ou bourbon, não importa. Um drink clássico aclamado ao redor do mundo, o Sazerac desceu nove posições na lista deste ano.

30. Corpse Reviver

Criado por Harry Craddock, o Corpse Reviver perdeu 14 lugares este ano. A receita original, conhecida como Corpse Reviver #1, leva cognac, Calvados e vermouth rosso.

31. Vodka Martini

Muito embora o Martini clássico, aclamado pelos amantes da coquetelaria, seja feito com gin e vermouth, aqueles que preferem o destilado de grãos também têm seu lugar na lista. O Vodka Martini ganhou 11 posições em relação ao ano passado.

32. Old Cuban

Apesar do nome, o Old Cuban é um clássico jovem que retornou à lista após um ano de ausência. Ele foi criado pela bartender nova-iorquina Audrey Saunders em 2004, preparado com rum envelhecido, suco de limão, folhas de hortelã, Angostura bitters e espumante.

33. Vesper

De volta à lista da Drinks International, o Vesper é lembrado ao redor do mundo como um dos cocktails favoritos de James Bond. Ian Fleming, autor da icônica série de livros, descrevia a receita da seguinte forma: três medidas de gin, uma de vodka e meia medida de Kina Lillet; em seguida, agite com gelo e adicione uma fatia fina de casca de limão.

34. Aviation

No ranking deste ano, o Aviation ganhou uma posição. Preparado com gin, suco de limão siciliano, marrasquino e um toque de crème de violette, você confere a história do drink nesta matéria.

35. Long Island Iced Tea

Ao contrário do que o nome sugere, este drink está longe de ser um chá gelado. Ele subiu 14 posições em relação ao ano passado e é preparado com gin, rum, tequila, vodka, triple sec, suco de limão siciliano e refrigerante de cola.

36. Bee's Knees

De volta ao ranking após uma ausência de dois anos, este clássico surgido na época da Lei Seca norte americana, aqueles que burlavam a lei diziam que se tratava de um remédio para resfriado. A mistura de gin, xarope de mel e suco de limão é atemporal e tem lugar garantido na preferência dos consumidores.

37. Bellini

O Bellini é, atualmente, um dos cocktails mais conhecidos à base de champagne. O drink é o mais vendido em 5% dos bares pesquisados pela Drinks Internacional.

38. Ramos Gin Fizz

Um drink que leva o nome de seu criador, o Ramos Gin Fizz foi criado no século XIX em Nova Orleãs. De textura consistente, ele leva gin, creme de leite, clara de ovo, além de suco de limão e xarope simples. Ele ficou mais de um ano longe da lista, mas ainda se mantém entre os mais pedidos nas cartas dos melhores bares do mundo.

39. Cosmopolitan

Este cocktail tem suas raízes fincadas na década de 30, mas ganhou a atual roupagem nas mãos da bartender Cheryl Cook, 50 anos depois. A receita, seja com vodka e suco de limão ou com Absolut Citron, é famosa até hoje pela sua cor e toque adocicado. Confira sua receita e história completa neste link.

40. Hanky Panky

O drink criado por Ada Coleman, no American Bar, retornou à lista. Na época, o cocktail foi um pedido do ator Charles Hawtrey, um dos melhores ‘avaliadores’ de drinks que ela conhecia. A mistura de gin, vermouth doce, fernet branca e suco de laranja teve o efeito desejado por Hawtrey e desde então tornou-se um clássico internacional.

41. Ti' Punch

Bebida típica das ilhas de Martinica e Guadalupe , o Ti’ Punch está de volta ao ranking dos mais vendidos peça primeira vez desde 2017. Ele é uma espécie de Daiquiri ou Caipirinha com rum e suco de limão. Segundo o especialista na história da coquetelaria, David Wondrich, o drink também precisa de melado de cana.

42. Painkiller

O Painkiller é um cocktail de assinatura da Pusser’s Rum Ltd que foi criado no Soggy Dollar Bar, nas Ilhas Virgens Britânicas. Refrescante e saboroso, o drink leva rum, creme de coco, abacaxi e suco de laranja.

43. Last Word

O Last Word perdeu seis posições em relação ao ano passado. É um cocktail feito com Beefeater London Dry Gin, Green Chartreuse, licor de marrasquino e suco de limão tahiti que deu as caras ao mundo da coquetelaria em 1951, no livro Bottoms Up!, de Ted Saucier.

44. Bobby Burns

Pela primeira vez na lista da Drinks International, o Bobby Burns é uma receita casual que recebeu o nome do poeta escocês Robert Burns. Sua estrutura é semelhante a do Manhattan, porém leva scotch whisky e licor Bénécditine.

45. Irish Coffee

Perdendo nove lugares em relação à lista do ano passado, um bom Irish Coffee sempre tem o seu lugar no coração dos consumidores. Criado para esquentar os passageiros de um terminal, o cocktail quente é preparado com Jameson Irish Whiskey, creme de leite batido, açúcar e café de cafeteira. Saiba mais sobre o drink e o uso do café na coquetelaria nesta matéria.

46. Tommy's Margarita

De 38º para 46º lugar em um ano, o twist da icônica Margarita pode ter caído no ranking, mas continua aclamado pelo público. Criada por Julio Bermejo no Tommy’s Bar, em São Francisco (EUA), ela é preparada com Altos Tequila, suco fresco de limão tahiti e xarope de agave.

47. Blood & Sand

Apesar de ter ficado de fora da lista em 2020, o clássico inspirado na sétima arte voltou ao ranking da Drinks International no ano de seu centenário. Ele é preparado com scotch whiskybrandy de cereja (representando o sangue), suco de laranja (representando a areia) e vermouth rosso, servido em cocktail glass.

48. Corpse Reviver #2

Na lista do ano passado, o Corpse Reviver ocupava a 16ª posição. Este ano, parente próximo, igualmente antigo, o substituiu na lista, ganhando espaço entre os apreciadores da coquetelaria, alçando o 48º lugar. a ganhar espaço nas cartas de drinks, subindo oito posições em um único ano. Ele é preparado com absinto, Beefeater London Dry Gin, Lillet Blanc, licor de laranja e suco de limão.

49. Sidecar

Brandy e cognac são spirits que podem não estar tão em evidência quanto o gin atualmente, mas nem por isso deixam de deixar sua marca em cocktails da lista. O Sidecar, que perdeu 15 posições em relação ao ano passado, tem a mistura levemente adocicada e cítrica do brandy, triple sec e suco de limão siciliano. Não tem um criador confesso, mas continua encantando clientes nos bares ao redor do mundo.

50. Pisco Punch

Este drink ainda não havia aparecido na lista da Drinks International e reflete a adaptação de uma receita latino americana pelos bares tropicais da Califórnia. Por este motivo, o Pisco Punch é apenas uma releitura, cuja receita exata não está descrita nos livros de coquetelaria, mas é interpretada por bartenders ao redor do mundo utilizando Pisco, abacaxi, suco de limão e xarope de goma.

Seguindo a ascensão da Caipirinha na lista divulgada este ano, saiba mais sobre a origem o típico cocktail brasileiro:

Caipirinha: as possíveis origens do clássico brasileiro centenário

Você vai gostar de ler!

drink pop art do the arch bar

The Arch Bar lança menu em homenagem ao Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth II

⍟ Composto de 12 drinks, o menu do The Arch Bar foi inspirado nas obras de arte da realeza britânica Publicado em 19 de maio de 2022, às 11 horas. No ano ...

Preparação mental para a jornada de trabalho no bar

⍟ Além da prática de esportes e de uma boa alimentação, a preparação mental pode ser uma ferramenta importante para o bem-estar durante as jornadas de ...

drinks veganos no balcão

Macetes veganos na coquetelaria

⍟ Cada vez mais clientes brasileiros estão aderindo ao estilo de vida vegano, livre de produtos com origem animal, e é preciso que o bar esteja pronto ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante