fbpx
Em que ano você nasceu?






Rogério Rabbit representou o Brasil no 43º WCC, na Dinamarca

Competições

⍟ Brasileiro apresentou o drink GUAÍRA-KAÁ na categoria Before Dinner. O prêmio de melhor bartender do mundo ficou para o austríaco Mario Hofferer

Publicado em 20 de outubro de 2017, às 15h.

Após vencer o 41º Campeonato Brasileiro de Coquetelaria, em março, Rogério Rabbit se classificou para o 43º World Cocktail Championship (WCC) realizado pela International Bartenders Association (IBA). Entre os dias 15 e 19 deste mês, ele esteve em Copenhague, na Dinamarca, disputando um lugar no pódio entre os melhores mixologistas do mundo. Este ano, o prêmio foi para o austríaco Mario Hofferer.

Por sorteio, o representante brasileiro competiu na categoria Before Dinner, ou seja, cocktails aperitivos. Ele decidiu reformular a receita utilizada na etapa brasileira por duas razões: porque tinha o intuito de levar o sabor brasileiro da KAÁ (erva-mate) para o exterior e porque precisava atender às especificações de produtos sorteados pela competição internacional.

Assim, Rogério Rabbit pode apresentar mais uma vez uma homenagem aos povos nativos brasileiros. O GUAÍRA-KAÁ foi inspirado em um guarani bastante intrépido e conhecido por defender as aldeias de seu povo na região onde hoje fica o estado do Paraná.

Neste mesmo estado, o bartender desenvolve o projeto Tapii’Tea. Nele, o objetivo é valorizar a história e a complexidade de sabores da infusão das folhas da KAÁ, em drinks que homenageiem a cultura dos povos originários brasileiros.

DO BRASIL PARA O MUNDO

Embora não tenha sido premiado como o melhor de sua categoria, Rabbit se sentiu honrado por representar mais uma vez o Brasil no exterior. “Para mim, foi uma experiência incrível porque essa foi a primeira vez que a KAÁ foi utilizada em drinks degustados no exterior”.

O bartender explica que o nível dos concorrentes da Before Dinner estava muito forte esse ano. Entre 13 bartenders, o Brasil estava no mesmo grupo de cinco ex-campeões mundiais do WCC. Ele afirma que desde o início da competição já imaginava que o grande vencedor estaria na sua categoria.

“Você pode ser excelente no Brasil, em que as condições são iguais para todos, dadas as proporções. Mas lá fora não. Ter uma receita boa não é o suficiente. Você tem que ir além disso tudo”.

GUAÍRA-KAÁ

INGREDIENTES

50 ml de Helsingfors Fiskehamns Akvavit
5 ml de De Kuyper Triple Sec
10 ml de De Kuyper Classic Bitters
5 ml de De Kuyper Juniper Bitters
20 ml infusão de folhas de erva mate natural
1 colher bailarina de xarope de lemongrass asiático

MODO DE PREPARO

Misture todos os ingredientes em um mixing glass e despeje em um cocktail glass estilo vintage. Para finalizar, guarneça com um zest de limão siciliano e lemongrass.

 

 

DELEGAÇÃO BRASILEIRA

Além de Rabbit, que competiu na categoria Before Dinner de coquetelaria clássica, o World Cocktail Competition também realizou um campeonato de Flair Bartending de forma paralela. Na etapa final, as duas competições se unificaram para escolher o melhor profissional do mundo.

No Flair, o Brasil foi representado pelo bartender Michell Agues, do Rio de Janeiro. O vencedor da competição foi Chun-Shen Chen, de Taiwan.

MELHOR BARTENDER DO MUNDO NO WCC: MARIO HOFFERER

Bartender austríaco Mario Hofferer, vencedor do 46º WCC

Agora tricampeão do WCC, o austríaco Mario Hofferer também competiu na categoria de drinks aperitivos e chegou à grande final com a receita Rosé Sissy, que combina vodka, licor de sangria, Schlumberger Sparkling Brut, bitters aromáticos e um dash de flocos de ouro comestível.

A grande final do WCC deste ano foi disputada pelos seguintes competidores, além de Hofferer: Jan Teska (República Tcheca), da categoria Sparkling Cocktail; Ratislav Kuban (Eslováquia), vencedor da categoria Bartender’s Choice; Damiano Pezzi (Dinamarca), vencedor da etapa Long Drink; Tommi Komljenovic (Suécia), da categoria After Dinner; e Chun-Shen Chen (Taiwan), que levou o primeiro lugar na categoria Flairtending.

A próxima edição do WCC acontecerá na Estônia.

Você vai gostar de ler!

Como preparar drinks com a técnica de throwing

UTENSÍLIOS PARA ESTA AULA Colher bailarina  – Coqueteleira de Boston –  Julep ou Hawthorne Strainer  –  Jigger   –  Taça ...

Antes e depois da geladeira: um marco da modernidade para a coquetelaria

⍟ Já parou pra pensar que não existia geladeira no Brasil até outro dia? Faça uma pequena viagem no tempo conosco e descubra como esse importante ...

Como preparar drinks montados

UTENSÍLIOS PARA ESTA AULA Colher bailarina  –  Hawthorne Strainer  –  Jigger  –  Faca  –  Taça Borgogne INGREDIENTES ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante