Em que ano você nasceu?






Pernod Ricard, a história

História
Garrafas Pernod e RIcard

⍟ É raro encontrar uma empresa que possa contar a sua trajetória ao longo de mais de 200 anos. Esse é o caso da Pernod Ricard, que tem uma história que se confunde com uma lenda, mas que demonstra que a visão de um homem pode erguer um império.

Tudo começou em 1797, quando o Dr. Pierre Ordinaire criou e patenteou um elixir feito à base de anis perfumado e losna (Artemisia absinthium).
Nessa época, esse tipo de bebida com apelo medicamentoso era muito comum e os mercados do mundo ofereciam inúmeras variedades. Com o tempo, porém, eles simplesmente desapareciam e o mesmo poderia ocorrer com a criação do Dr. Pierre, não fosse um detalhe.

henri-pernod
Henri Louis Pernod

É quando surge Henri Louis Pernod, que com um tino comercial apurado, percebe no elixir um excelente potencial mercadológico. Ato contínuo, ele adquire a criação e, em parceria com Daniel Henri Dubied, cria uma destilaria na Suíça, de onde surge o mítico absinto.

O produto logo agrada ao público e a fama se espalha pela França, onde passa a ser conhecido como o “absinto da alta sociedade”. Os negócios prosperam e a pequena fábrica dá lugar à outra, maior, sob o nome de Pernod et Fils. Sensação nos cafés europeus, a bebida começa a ser produzida por outros fabricantes.

pernod_label

Ao longo do século XIX, tudo levava a crer que a aposta de Pernod estava fadada ao sucesso. Tanto que em 1872, Jules-François Pernod cria a Pernod Père et Fils. Mas o poderoso absinto, chamado de ‘fada verde’, numa alusão à capacidade de tirar a sanidade dos consumidores, trouxe para si um manto de descrédito.

Outros, por sua vez, afirmavam que a má fama do produto tinha como origem um boicote patrocinado por produtores de vinho, desgostosos com a concorrência.
Seja como for, o elixir nascido pelas mãos do Dr. Pierre há mais de 100 anos foi pouco a pouco proibido em diversos países, inclusive a França, em 1914.

Quatro anos depois, Jules-Felix Pernod, filho de Jules François, registra a marca ‘Anise Pernod’. Tem início, então, a produção do pastis – uma modificação do absinto, com uma graduação alcoólica mais baixa e sem a losna entre seus ingredientes.

Na década de 20 do século passado, os três principais centros de produção da bebida, em Pontarlier, Avignon e Montreil se unem e em 1928 ocorre a fusão sob o nome de ‘Les Établissements Pernod’ (Os estabelecimentos Pernod).

ricard-carro

A união fortalece o grupo, que praticamente domina o mercado. Mas, entre os concorrentes está Paul Ricard, um jovem e talentoso homem de negócios. Em 1932, ele abre uma destilaria na região de Marseille, e em 1938, já vendia mais de 2 milhões de litros do seu afamado pastis, sob o nome de Ricard.

No mesmo ano, a Pernod reage e lança o Pernod 45, com 45% de álcool, apelando para os atributos do antigo absinto. Mas a chegada da 2ª Guerra Mundial resulta na invasão da França pelos nazistas e o produto acaba novamente proscrito.

Nos anos que se seguiram ao pós-guerra, Pernod e Ricard avançaram em seus negócios, travando uma árdua guerra pelo mercado de bebidas. Cada qual segue comprando destilarias menores, lançando novos produtos e se espalhando pelo globo, até que em 1975, Jean Hémard decide que era hora de juntar forças com Paul Ricard.

De olho na globalização de seus produtos, os dois grupos, agora unidos como Pernod Ricard, começavam a diversificar o seu leque de bebidas, adquirindo diversas marcas de renome nas décadas de 1980, 90 e anos 2000, tais como os uísques Jameson, Jacob’s Creek, Chivas Regal e Ballantine’s; o rum Havana Club e o Malibu; o conhaque Martell, a vodca polonesa Wyborowa, o gim Beefeater e as champanhes Mumm e Perrier-Jouët entre diversos outros rótulos consagrados, além da Absolut, a mais recente aquisição da Pernod Ricard.

bebidas pernod e ricard

PATRICK RICARD

Após três décadas à frente do grupo Pernod Ricard, Patrick Ricard faleceu em 17 de agosto do ano passado, aos 67 anos, após ter sofrido um ataque cardíaco perto da ilha de Bendor, propriedade da família na Costa Azul francesa. Em nota, a empresa lamentou a perda de um industrial que soube “diversificar e internacionalizar o grupo sem desviar-se nunca da sua visão”, que passava por “elevar a gama das suas marcas”. Patrick Ricard, nascido em 1945, deu os seus primeiros passos no grupo em 1967. Em 1972 tornou-se diretor-geral, três anos antes da sua fusão com a Pernod.

Em 1978 ele assumiu a presidência do grupo, que desde 2008 vinha sendo administrado pelo seu braço direito, Pierre Pringuet. Casado e com três filhos, Ricard era amante de caça, literatura e ópera, tendo recebido inúmeros prêmios e condecorações, como a Ordem de Comendador da Legião de Honra e de Cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito. Sua fortuna familiar o colocava como a décima terceira pessoa mais rica da França.
Em 1932, Paul Ricard abre uma destilaria em Marseille. Seis anos depois, já vendia mais de 2 milhões de litros do seu famoso pastis. Na década de 70, as empresas se unem.

Receita Ricard

RECEITA RICARD

Caso não saibam como beber, a receita surge nos lábios de um francês de forma muito espontânea: sirva uma dose de 30 ml de pastis em copo longo, adicione pedras de gelo e água gelada a gosto do cliente – normalmente numa proporção de uma parte de pastis para cinco de água. E um detalhe muito importante: nunca sirva com água gaseificada, um verdadeiro sacrilégio à cultura francesa.

PERNOD RICARD HOJE

A Pernod Ricard é líder no segmento em vários continentes, mantendo em seu portifólio o famoso pastis, que apesar de ainda pouco conhecido no mercado brasileiro, atinge números impressionantes no mundo, com 5 milhões de caixas (padrão 9 litros) vendidas anualmente de Ricard, bem como o tradicional Pernod.

Você vai gostar de ler!

DRINKS COM GRENADINE VIDEOAULA CLUBE DO BARMAN

Três drinks preparados com grenadine

UTENSÍLIOS PARA ESTA AULA Coqueteleira  –  Jigger  –  Taça Cocktail  –  Taça Coupe  –  Zester  –  Faca  – Tea ...

Finalistas do Chivas Masters 2018

Confira os cinco barmen finalistas do Chivas Masters 2018

⍟ Bartenders finalistas foram escolhidos pelo júri formado pela embaixadora da marca e os mixologistas da Pernod Ricard Brasil durante o Mês Chivas. As ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante