Em que ano você nasceu?





7 dicas para fazer o Espresso Martini perfeito

Educacional
espresso martini perfeito servido em taça no fundo escuro

⍟ Considerado um clássico contemporâneo, o Espresso Martini deu a volta por cima e voltou a ser uma estrela nas cartas ao redor do mundo. Nesta matéria, resgatamos os principais pontos para uma boa execução da receita

Com menos de 50 anos de história, o Espresso Martini é um clássico jovem, mas que já percorreu um longo caminho quando o assunto é preferência do público. Surgido na época do ‘boom’ da vodka, na década de 80, pelas mãos do talentoso bartender Dick Bradsell, ele ficou popular, mas acabou caindo no esquecimento da clientela décadas depois. Recentemente, o drink voltou a ter lugar de prestígio nos menus mundo afora e já se tornou um meme entre bartenders que não suportam mais prepará-lo.

Por ter em sua composição um ingrediente tão delicado como o café espresso, muitas vezes surgem dúvidas na hora de prepará-lo de maneira equilibrada. Para isso, Dilton Sales, mixologista do Clube do Barman e barista de formação, destaca sete dicas importantes para preparar e servir um Espresso Martini perfeito aos clientes do seu bar.

COMO FAZER O ESPRESSO MARTINI PERFEITO: 7 PASSOS

1. O NOME JÁ DIZ: CAFÉ ESPRESSO

O café precisa ser o espresso, mas não necessariamente extraído na hora. Porém, o que mais importa é a qualidade do grão. Bons cafés tornam possível que seus óleos essenciais criem a textura e a cremosidade desejadas no cocktail. No bar onde você trabalha não existe máquina de espresso? Outras opções incluem café solúvel e cold brew (café extraído a frio).

2. FAÇA O DRY SHAKE REVERSO

Apesar de não constar no modo de preparo convencional da receita, bater a bebida na coqueteleira sem gelo após o shake tradicional (dry shake reverso) é indispensável para criar a aeração, a espuma e o sabor típicos de um Espresso Martini perfeito. Após fazer o shake comum, com gelo, coe a bebida e faça um dry shake para aerar a bebida e misturar todos os ingredientes de maneira uniforme.

3. LICOR DE CAFÉ É ESSENCIAL

A receita já tem uma dose de café espresso, mas o licor também é um ingrediente importante para a estrutura da bebida. O mixologista Dilton Sales destaca a preferência ao licor pelo Kahlúa, que agrega doçura e maior densidade ao cocktail. Você pode conhecer mais detalhes sobre a origem e a produção de Kahlúa nesta matéria especial.

4. SIMPLE SYRUP É OPCIONAL

Se o licor de café já adiciona dulçor ao Espresso Martini, é preciso acrescentar mais alguma coisa? A resposta é: depende. Quando trabalhamos com café, é comum encontrar variações mais ou menos doces, mais ou menos ácidas, e com retrogostos diversificados. Antes de começar o turno, experimente o espresso que será utilizado naquele dia e analize se será necessário adoçá-lo com simple syrup (xarope de açúcar com proproção de água 1:1) a fim de não interferir no sabor final da receita.

5. CAPRICHE NA GUARNIÇÃO

É comum observarmos Espresso Martinis sendo servidos com alguns grãos de café de guarnição, ou até mesmo sem qualquer item que acrescente aroma à bebida. Muitos bares não dispõem de café o suficiente para decorar cada taça com vários grãos ou criar apresentações inusitadas. Nesses casos, o básico funciona muito bem. É possível criar motivos sobre a espuma utilizando o pó da bebida, canela, cardamomo, marshmallow ou até mesmo um twist de limão siciliano ou laranja bahia.

6. ESCOLHA UM SPIRIT EQUILIBRADO

Quando criou essa receita em meio a um bar lotado e um pedido pouco usual de uma cliente, Dick Bradsell lembra da vodka que utilizou: Wyborowa. Segundo ele, a escolha se deu por um motivo importante: ela tinha um equilíbrio de sabor que ele não encontrava em outras vodkas naquela época. Na hora de trabalhar com um ingrediente tão especial como o café, é importante que o destilado não ‘roube a cena’. Portanto, certifique-se de escolher uma vodka bastante neutra e equilibrada.

7. SUBSTITUA PARA CRIAR RELEITURAS

A substituição da vodka neutra por outra saborizada dá margem para a criação de boas releituras do Espresso Martini que podem agregar valor à sua carta de cocktails. Uma boa sugestão de releitura, segundo Dilton Sales, é utilizar a Absolut Vanilia, que traz notas adocicadas de baunilha que têm afinidade com o sabor do café.

RECEITA DO ESPRESSO MARTINI

Espresso Martini

INGREDIENTES

40 ml de Absolut Vodka/Wyborowa Vodka
20 ml de licor de café Kahlúa
20 ml de café espresso (quente e fresco)
(simple syrup à gosto)

MODO DE PREPARO

Adicione todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo, bata a mistura e faça uma coagem para um cocktail glass ou taça coupe previamente gelado.

 

 

Agora que você já conhece os segredos para preparar um Espresso Martini perfeito, aprenda mais sobre o universo do café e como utilizá-lo em seus cocktails:

Mini manual de barismo para bartenders – parte I

Você vai gostar de ler!

drinques pelo mundo apresentador

Drinques pelo Mundo: uma viagem etílica pelos cinco continentes

⍟ Um homem, cinco continentes, quatro temporadas e 60 episódios são os ingredientes para um seriado que explora a coquetelaria inusitada de países como ...

márcio silva uma das pessoas mais influentes da indústria de bebidas

Márcio Silva é eleito uma das cem pessoas mais influentes da indústria pela quarta vez

⍟  Ranking elaborado pela Revista Drinks International reconhece bartenders, destiladores, embaixadores e outros profissionais com grande influência no ...

Havana Club Selección de Maestros: um rum feito a várias mãos

⍟ Um dos rótulos mais especiais de Havana Club é feito a partir dos melhores blends escolhidos por seus maestros roneros, e produzido de forma ...

Escreva o seu comentário:

O seu e-mail não será divulgado.

Menu deslizante